REDES DE INCÊNDIO ARMADA (RIA)

As redes de Incêndio Armadas (RIA) são canalizações fixas e rígidas em carga instaladas nos edifícios. Estas alimentam bocas de incêndio armadas que permitem que haja a primeira intervenção no combate ao incêndio de forma mais rápida com recurso a água.

As bocas de incêndio armadas devem ser instalada próximo das entradas do rés-do-chão, nos patamares de escada perto de acessos das comunicações horizontais comuns e em zonas de garagem.

Carretel e boca de incêndio armada são duas designações utilizadas para especificar um equipamento de combate a incêndios que é composto por uma mangueira e por uma agulheta em que na maioria dos casos está protegida por um armário metálico.

É um equipamento que está presente em edifícios residenciais, industriais e espaços públicos e que permite combater um incêndio numa fase inicial.

O carretel é regra geral ligado à rede pública de abastecimento de água, uma vez que na maior parte dos casos utiliza a água como agente extintor. No entanto, este poderá também, em casos especiais, ser alimentado por espuma.

 Os hidrantes são válvulas de metal pintado de vermelho vivo, instalados acima do nível do solo, embutidos na parede ou colocados sob o pavimento, normalmente na calçada ou junto a edifícios. Estes possuem uma ou mais bocas de incêndio onde serão encaixadas as mangueiras que levarão a água até ao foco de incêndio e estão ligados a um sistema de fornecimento de água, que pode ser a própria rede pública de abastecimento de água.

Somente bombeiros ou técnicos especializados estão habilitados a operar com os hidrantes, pois o caudal de água que sai dos hidrantes, uma vez accionado, encontra-se sob intensa pressão.

Estamos ao seu dispor